Não tem de haver qualquer tipo de dor ou desconforto associado a um clareamento dental profissional, mas como em qualquer tipo de branqueamento feito com um peróxido existe a possibilidade de haver efeitos secundários.

Vamos falar dos tipos de efeitos secundários que podem ser experienciados com um sistema de clareamento dental feito num consultório dentário.

Efeitos Secundários Durante um Clareamento a Laser

Os agentes de branqueamento que os dentistas usam num clareamento profissional são cáusticos por natureza e podem causar irritação nos tecidos suaves da boca. É por isso que um dentista se dá ao trabalho de isolar os dentes do paciente através da utilização de uma barreira gengival. É um passo importante para a segurança dos clareamentos dentais feitos por dentistas profissionais quando utilizam um gel de peróxido.

É possível sentir sensibilidade dentária ou sentir algum desconforto durante o clareamento dentário. Dependendo da natureza dos sintomas o dentista pode decidir que o tratamento deve ser encurtado e finaliza o branqueamento.

Se existe o potencial para ter dor, você pode pensar porque é que o dentista não utiliza anestesia local antes de fazer o clareamento. Isso não acontece porque torna o processo de clareamento mais seguro.

Se os dentes se tornam sensíveis durante o processo de clareamento isso é tomado com um aviso ao dentista que o tempo de tratamento deve ser reduzido para não irritar o nervo do dente. A existência de desconforto também pode avisar o dentista que a barreira gengival está a deixar passar peróxido que entra em contacto com as gengivas, lábios ou bochechas. Se a boca do paciente for anestesiada estes sinais não seriam notados.

Sensibilidade Dentária

Depois de qualquer clareamento dental com um gel à base de peróxido pode haver sensibilidade dentária térmica, ou seja você sente sensibilidade quando consome bebidas quentes ou frias.

Na maioria dos casos esta sensibilidade térmica passa alguns dias depois de ter feito o branqueamento dentário. Apesar disso pode informar o seu dentista dos efeitos secundários para que ele possa analisar e aconselhar o seu caso.

Existem alguns remédios para a sensibilidade dentária. Um deles envolve a aplicação de flúor na superfície dos dentes afectados. Você pode já ter lido em outro artigo que um dos passos finais de um clareamento dental profissional pode ser um tratamento de flúor. Isto pode ajudar a minimizar a sensibilidade dentária que a pessoa sente nos dias seguintes ao clareamento.

Outra forma de tratar este problema é com uma pasta de dentes para a sensibilidade dentária. Algumas pastas de dentes, especialmente aquelas para dentes sensíveis contém um ingrediente chamado nitrato de potássio. O uso continuado deste tipo de pasta de dentes ajuda a reduzir a sensibilidade térmica dos dentes.

Dores e Desconforto

Por vezes acontece um fenómeno em que o paciente não sente desconforto ou dores durante o clareamento dental mas algumas horas depois de fazer o tratamento aparece a dor. Este desconforto pode ser fraco ou moderado. As caracteristicas do desconforto experienciado variam, mas normalmente são dores repentinas e agudas a dores constantes de baixa intensidade.

Este tipo de dor de dentes pode ser causada pelo nervo do dente ter ficado inflamado por causa de uma destas fontes de irritação:

A penetração do peróxido do gel de clareamento até ao tecido do nervo do dente.
Desidratação do dente por causa por causa do clareamento dental.
Exposição do dente a uma temperatura elevada durante um período longo (em alguns casos em que foi utilizada uma luz activadora durante o branqueamento).

Com em qualquer sensibilidade pós tratamento você deve contactar o seu dentista se estiver com problemas para ele determinar se os sintomas que está a sentir estão dentro dos limites normais. Assim eles podem dar a recomendação para a melhor solução.

Na maioria dos casos o desconforto é passageiro e dura só alguns dias. Muitas vezes os dentistas recomendam o uso de um anti inflamatório sem receita médica como o Ibuprofen ou a Aspirina. Em todos os casos deve ler o rótulo de qualquer medicamento que considerar tomar para que seja adequado à situação.

Pré-Medicação no Clareamento Dental

Foi sugerido em literatura dentária que alguns efeitos secundários após o clareamento dental podem ser minimizados se o paciente se pré-medicar com um anti-inflamatório que não precisa de receita médica como o Ibuprofen ou a Aspirina antes de fazer o seu clareamento dental no consultório do dentista.

Deve consultar o seu dentista antes de fazer isso. Em todo o caso você deve ler bem o rótulo e as instruções da medicação que estiver a considerar tomar para ter a certeza que é apropriada para o seu caso.

É Seguro Fazer Clareamentos Dentais Caseiros e a Laser?

Os clareamentos dentais profissionais a laser feitos pelo dentista são feitos dos mesmos compostos que os clareamentos dentais caseiros, ambos são feitos com base num peróxido.

A diferença entre os dois são as concentrações do peróxido. Um clareamento dental a laser tem uma concentração muito mais alta do que o clareamento dental caseiro. As preocupações de segurança que se pode ter com os profissionais também se aplicam aos clareamentos caseiros, mas com menor risco.

Por favor veja a informação sobre a utilização de clareamentos dentais caseiros para saber mais e para estar informado para poder fazer perguntas ao seu dentista antes de fazer o seu branqueamento dentário.

Ao ler o resto da informação lembre-se que enquanto um clareamento profissional tem uma concentração mais elevada do que os produtos para uso caseiro, o dentista vai mais longe e garante que o gel de clareamento seja aplicado só aos dentes e não nos outros tecidos orais.